Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

FisioBlog

Saúde, exercício e bem-estar

FisioBlog

Saúde, exercício e bem-estar

Adam: O filme que retrata o sindrome de Asperger

 “Adam” é um filme que retrata a história de dois vizinhos que gostam muito um do outro. No entanto, Adam parece ter alguma dificuldade em "comunicar" com a sua vizinha. Um filme muito divertido, que mostra a como é a vida de uma pessoa com Asperger. 

 

Síndrome de Asperger é o nome que se dá à condição mais suave e de alta funcionalidade d o espectro de desordens pervasivas de desenvolvimento (espectro do Autismo).

É caracterizada por alterações em três aspetos do desenvolvimento do individuo:

  • Interacção social,
  • Uso da linguagem para a comunicação
  • Características repetitivas e por vezes intensas em diversos interesses

 

Apesar de existirem algumas semelhanças com o Autismo, as pessoas com Síndrome de Asperger geralmente têm elevadas habilidades cognitivas e têm vidas perfeitamente normais, estando perfeitamente integradas na nossa sociedade.

 

 

Fontes:

 

 

Ficou curioso? Veja aqui o trailer:

 

A origem do Pilates

a6.jpg

 

 

Joseph Pilates, criador do método nasceu em 1880 na Alemanha.

Durante a infância sofreu de raquitismo e febre reumática, mas não querendo ficar parado, praticou vários desportos, nomeadamente ginástica, ski, mergulho, boxe e até existem documentos que relatam que foi artista de circo.

Com as aprendizagens desenvolvidas através da prática de diferentes desportos, Joseph formulou a sua filosofia do exercício aliado à saúde, principalmente quando iniciou a prática de ioga e condicionamento físico, combinando técnicas da zona oriental e da zona ocidental para atingir um equilíbrio ideal entre o corpo e a mente.

 

Joseph-Pilates-persona-revista-pilates.png

 

Na altura da Primeira Guerra Mundial, Pilates encontrava-se em Inglaterra e foi transferido para um campo de concentração, onde trabalhou como enfermeiro e vigia enquanto ensinava o seu método de exercício aos colegas.

Enquanto cuidava dos feridos de guerra, Joseph Pilates transformou as camas dos doentes em autênticos aparelhos de reabilitação, recorrendo a materiais como as molas das camas para que eles pudessem exercitar-se enquanto não se podiam levantar.

 

Joseph_Pilates_02.jpg

 

Após a guerra, Pilates voltou à Alemanha, onde iniciou o ensino do método Pilates. Em 1923 partiu para Nova York juntamente com a sua esposa, Clara, onde abriram o seu primeiro estúdio. Os principais praticantes eram bailarinos que se lesionavam frequentemente e utilizavam o método como meio de recuperação mais rápida.

 

origins-of-pilates-main-100913.jpg

 

Pilates faleceu em 1967 e a Clara deu aulas até ao ano de 1970, sendo que faleceu em 1976. 5 dos seus primeiros alunos continuaram a ensinar o método após o falecimento de Pilates e Clara.

 

 

 

 

 

Pilates Clínico: O que é?

O Pilates Clínico consiste num método de exercício terapêutico que pode ser praticado pelas diferentes faixas etárias, visando a prevenção, recuperação de lesões, melhoria da postura, entre outros.

 

 

Qual a diferença entre o Pilates Clínico e o Pilates tradicional?

 

Os exercícios de Pilates tradicional são realizados com movimentos de grande velocidade e com um grande esforço para as diferentes estruturas musculares e articulares, podendo agravar alguma condição pré-existente caso os exercícios não estejam a ser realizados de forma correta.

No Pilates Clínico, os exercícios do método tradicional de Pilates são divididos em diferentes níveis com dificuldade gradual, que se adaptam a cada pessoa.

Os níveis iniciais dão mais suporte no tronco e membros para que a musculatura do core (musculatura abdominal) seja feita de forma mais eficiente e sejam evitadas compensações musculares que poderão vir a causar ou a agravar lesões.

Podem também ser aplicados diferentes equipamentos que podem auxiliar ou dificultar a realização dos exercícios, como por exemplo, pesos, bolas, bandas elásticas e arcos de Pilates.